Una-se à Rede

Una-se à Rede
dezembro 15, 2020 AmazCitSci
Red

A Rede Ciência Cidadã para a Amazônia, criada em fevereiro de 2019, é uma iniciativa que visa democratizar a ciência e gerar conhecimento a partir da Ciência Cidadã. O espírito da Rede parte da noção de que todos, não apenas especialistas, podem e devem fazer ciência e contribuir para a conservação. Todas as pessoas têm voz e podem contribuir para cuidar do nosso planeta a partir de suas perspectivas, conhecimentos e experiências.

A Rede Ciência Cidadã para a Amazônia, criada em fevereiro de 2019, é uma iniciativa que visa democratizar a ciência e gerar conhecimento a partir da Ciência Cidadã. O espírito da Rede parte da noção de que todos, não apenas especialistas, podem e devem fazer ciência e contribuir para a conservação. Todas as pessoas têm voz e podem contribuir para cuidar do nosso planeta a partir de suas perspectivas, conhecimentos e experiências.

Como uma rede de conhecimento, buscamos contribuir para a conservação e o desenvolvimento sustentável de toda a Bacia Amazônica, conectando e fortalecendo capacidades entre organizações e cidadãos. Conheça as organizações e indivíduos que fazem parte da Rede.

 

Una-se à Rede

Na Rede, reconhecemos a diversidade de conhecimentos e saberes, e a necessidade de conversar e integrar, especialmente conhecimentos e saberes locais e indígenas. Promovemos a interdisciplinaridade, a interculturalidade, a diversidade de visões e os tipos de conhecimento como chaves para o desenvolvimento de nossos objetivos.

A Rede está aberta à participação, promovendo a vinculação de associados de forma ampla. Podem unir-se organizações e indivíduos que:

  • Realizem pesquisas ou outras atividades para a conservação e o desenvolvimento sustentável da Bacia Amazônica
  •  Estão envolvidos em atividades da ciência cidadã e/ou apoiam a participação pública na pesquisa científica por diferentes meios, como campanhas de comunicação, inovação, tecnológica, fundos etc.
  • Tenham um interesse genuíno em promover a missão e a visão da Rede;Tenham uma vontade genuína de aderir ao manifesto da Rede.

 

Antes de se solicitar sua adesão, conheça esses documentos importantes:

  • Manifesto da Rede Ciência Cidadã pela Amazônia [ESP] [POR] [ING];
  • Estatutos [ESP] [POR] [ING];
  • Termos e condições para associar-se [ESP] [POR] [ING];

 Para solicitar associação, envie a Solicitação de vinculação de associados com a informação requerida e a Carta de compromisso dos associados assinada para o e-mail <cienciaciudadana@minkaparaconservar.org>. O Comitê Diretor avaliará essas solicitações em um período máximo de 60 dias.

 

Participe ativamente da Rede

A Rede funciona por meio de Grupos de Colaboração – equipes constituídas no âmbito do plano estratégico da Rede, que são formadas por associados da Rede e podem ter convidados ou assessores externos.

 Os Grupos de Colaboração são oportunidades de colaborar no desenvolvimento técnico ou conceitual da Rede, além de aproveitar conexões para gerar e compartilhar experiências, informações, perspectivas e conhecimentos relacionados à ciência cidadã e à Amazônia.

 Até o momento, estes são os Grupos de Colaboração ativos da Rede:

  • DNA Ambiental (eDNA) – está desenvolvendo o conceito de projetos de ciência cidadã para um piloto que envolve a concepção e teste de um protocolo com escolas rurais para monitorar a ocorrência de peixes migratórios usando DNA ambiental. Líder: Guido Miranda (WCS). Participantes: Fish Tracker – Cornell University; IIAP; IRD; UNIR; e WCS. Líder: Guido Miranda (WCS) – gmiranda@wcs.org.
  • Água e Meio Ambiente – facilita a discussão e troca de conhecimentos em relação ao uso, gestão e aquisição de dados sobre qualidade da água e fatores ambientais, com o objetivo de ajudar a responder à questão geral da Rede : “Onde e quando os peixes migram e quais os fatores ambientais influenciam essa migração??” Líder: Paulo Olivas (FIU). Participantes: FIU; IBC; IDSM; SDZ; USFQ; e WCS.  Líder: Paulo Olivas (FIU) – paolivas@fiu.edu.
  • Ciência – orienta e direciona o desenho de pesquisas e análises de dados na escala de toda a Bacia Amazônica e sub-bacias prioritárias. Líder: Thiago Couto (FIU). Participantes: Laboratório de Ornitologia da Universidade de Cornell; Departamento de Ictiologia MHN UNMSM; FIU; IDSM; IIAP; IRD; UNIR; USFQ; e WCS.  Líder: Thiago Couto (FIU) – tbelisar@fiu.edu
  • Microplásticos – atualmente está trabalhando em uma proposta para arrecadar fundos para estimar a ocorrência de micropartículas plásticas no trato digestivo de espécies de peixes comerciais prioritárias. Líder: Alexandre Hercos (IDSM). Participantes: FAUNAGUA; IDSM; Instituto Fronteira; IIAP; SINCHI; UNIR; UFOPA; USFQ; e WCS.  Líder: Alexandre Hercos (IDSM) – alexandre.hercos@mamiraua.org.

Peixe – apoia a melhoria do projeto conceitual, implementação e uso do aplicativo Ictio e ferramentas de upload de dados. Líder: Guido Miranda (WCS). Participantes: Laboratório de Ornitologia da Universidade de Cornell; Departamento de Ictiologia MHN UNMSM; FAUNAGUA; IBC; IDSM; IIAP; IRD; UNIR; e WCS.  Líder: Guido Miranda (WCS) – gmiranda@wcs.org